Syndiquer le contenu

Jogo elaborado na UFBA homenageia Baía de Todos o Santos

Data: 
18.09.2009

O Grupo de Pesquisa Poética Tecnológica na Dança realiza hoje (18), na sala 307 do PAF III (Campus de Ondina) palestra do grupo de pesquisa e desenvolvimento de jogos Interactive Digital Entertainment (Indigente), do curso de Ciência da Computação da UFBA. Esse evento inicia o ciclo de palestras, demonstrações e debates sobre a cultura digital proposto pelo grupo de pesquisa da Escola de Dança. Durante, a palestra, das 17 às 18h30, o Indigente (http://www.indigente.ufba.br) apresenta o jogo Kirimurê. Era assim que os Tupinambás chamavam o que hoje conhecemos como a Baía de Todos os Santos, acidente geográfico que foi palco de encontros marcados pela violência e pelo intercâmbio cultural entre europeus e índios tupis. Devido à beleza e à posição estratégica que as montanhas de Kirimurê ofereciam, ele abrigaria as primeiras tentativas de povoamento da Terra Brasilis pelos portugueses. Tomando o ponto de vista de um índio tupinambá que tenta resistir aos primeiros avanços do capitalismo mundial, este jogo se propõe a envolver emocionalmente o personagem-jogador dentro dos acontecimentos que marcaram o século XVI. Com isto, o projeto visa a suprir o hiato, em termos de ferramentas educacionais, que existe em torno deste momento histórico - tão importante, em particular, para nosso estado.